Seguem as buscas pelo presidiário que fugiu da cela do Fórum de Botucatu

A mulher de Juliano foi conduzida ao plantão permanente e prestou depoimento ao delegado Paulo Buchignani confirmando que teve um encontro com o foragido, sendo indiciada em crime de facilitação de fuga

Reprodução

As forças de segurança de Botucatu continuam procurando Juliano Aparecido Araújo da Silva, de 26 anos, que responde a processos por crimes de roubo e formação de quadrilha. Ele fugiu do Fórum de Botucatu na tarde desta quarta-feira (29), minutos antes de sua audiência.

Juliano Silva veio da Penitenciária de Balbinos e colocado em uma das celas do Fórum para aguardar a sua chamada. Entretanto, ele conseguiu se livrar das algemas dos pés e das mãos e sair da cela onde estava e ganhar a rua. As apurações estão sendo feitas para detectar o que de fato aconteceu para que Juliano  Silva conseguisse escapar, ao que consta, com muita facilidade, burlado o sistema de segurança e a escolta que o trouxe até Botucatu.

No início da noite do mesmo dia a polícia foi informada de que ele estaria na casa de uma tia no Parque Marajoara e teria conversado com sua mulher de 24 anos, mas ele conseguiu fugir ao perceber a movimentação de viaturas no bairro. A mulher foi conduzida ao plantão permanente e prestou depoimento ao delegado Paulo Buchignani, onde confirmou o encontro com o foragido, sendo indiciada em crime de facilitação de fuga. No entanto, ela foi liberada.