Entulho despejado irregularmente é flagrado na zona rural da cidade

Todos os casos recentes serão encaminhados à Secretaria Municipal do Verde para as providências cabíveis, sendo que centenas de proprietários já foram autuados por não terem atendido à solicitação de limpeza, encaminhada pela Prefeitura

Divulgação

O inspetor Carlos e o agente Lazarini, do Grupo de Proteção Ambiental (GPA), da Guarda Civil Municipal (GCM), atendendo a uma denúncia anônima, foram até o Residencial Convívio, onde constataram em plena atividade um bolsão de entulho irregular. Indagando o proprietário sobre a documentação, ele não apresentou nenhuma autorização para oferecer esse tipo de serviço.

Durante a elaboração do boletim de ocorrência da GCM, os agentes também foram informados sobre um segundo bolsão de entulho numa propriedade próximo a Anhumas. Durante vistoria no local ficou constatado que o bolsão de entulho está às margens de um córrego e também não existe autorização para funcionamento.

Vale destacar que na semana passada Carlos e Lazarini já haviam atendido a uma demanda da ouvidoria municipal sobre descarte irregular de entulhos na região do Jardim Centenário. No local, os agentes municipais constataram a atividade sem nenhuma documentação que autorizasse o descarte.

Todos esses casos recentes serão encaminhados à Secretaria Municipal do Verde para as providências cabíveis. A GPA aponta que na zona rural é mais difícil detectar quem joga lixo na estrada, mas na urbana, principalmente na região periférica, existe um trabalho de fiscalização de terrenos e os proprietários de imóveis são notificados por falta de limpeza e capina. Vários proprietários já foram autuados por não terem atendido à solicitação de limpeza, encaminhada pela Prefeitura.

Veja também: