Equipe de Botucatu que participou de especialização em preceptoria de residência médica e no SUS

FMB, HCFMB, Fundação UNI e Secretaria de Saúde foram representadas na capacitação

Divulgação
Participantes de Botucatu

A Secretaria Municipal de Saúde de Botucatu, em parceira com o Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio Libanês (IEP/HSL), promoveu durante o ano de 2017 o curso de especialização em “Preceptoria de Residência Médica (PRM) no SUS e Preceptoria no SUS (PSUS)”. Ao todo foram realizados sete cursos de especialização, com atividades em várias regiões de saúde de todos os Estados do país.

Esses cursos de especialização compõem um conjunto de iniciativas educacionais dos projetos de apoio do SUS aprovados para o triênio 2015-2017. As propostas foram elaboradas em parceria com o Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), Conselho Nacional de Secretaria de Saúde (CONASEMS) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), em acordo com as diretrizes do programa de desenvolvimento institucional do SUS – PROADI SUS.

Os cursos de especialização em “Preceptoria de Residência Médica (PRM) no SUS e Preceptoria no SUS (PSUS)” foram elaborados pela equipe de docentes do IEP/HSL. O objetivo é contribuir para melhoria da atenção à saúde no SUS, por meio da capacitação de profissionais que atuam como preceptores de residência médica e multiprofissional em cenários reais de cuidado à saúde, visando à reorientação articulada dos modelos de atenção e de formação, no sentido da ampliação da qualidade, do acesso e da integralidade do cuidado em redes de atenção à saúde. A proposta foi construída segundo uma abordagem construtivista da educação, traduzida num currículo integrado e orientado por competência. Nas atividades educacionais relacionadas ao PRM/PSUS, os conteúdos foram selecionados a partir do diálogo entre os macroproblemas e o perfil de competência esperado para o preceptor que atua no contexto do SUS.

O encerramento do curso ocorreu no dia 21 de novembro e foi marcado pela apresentação final dos projetos aplicativos elaborados pelos alunos. A atividade curricular “Projeto Aplicativo” é multidisciplinar com foco na construção de uma intervenção na realidade, por meio da construção de um projeto aplicativo. Este é uma produção do tipo pesquisa-ação ou pesquisa participativa, que envolve todos os participantes do curso. Contempla a seleção, pactuação e caracterização de um problema para a construção de uma proposta de intervenção, buscando a melhoria dos processos de atenção à saúde, gestão em saúde e educação para melhoria das condições de saúde da população.

A exposição dos trabalhos acontecerá de forma itinerante. A primeira etapa aconteceu no Centro de Saúde Escola (CSE). Entre os dias 11 e 15 de dezembro, os pôsteres ficarão expostos no prédio da Administração da FMB. Em seguida seguirão para o HCFMB, Secretaria da Saúde e Unidades de Saúde.

Participaram da especialização em Botucatu 25 servidores da área da saúde vinculados a Secretaria Municipal da Saúde, Fundação UNI, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) e Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB).

(Com assessoria)

Veja também: