Atenção pais: tênis de rodinha oferecem riscos para crianças

Apesar de ser o sonho de consumo dos pequenos, os pais devem evitar deixar os filhos utilizarem este calçado durante o dia a dia

Tênis de rodinha pode causar lesõesReprodução
Tênis de rodinha podem causar lesões

Depois das luzes, os tênis de rodinha têm virado uma febre entre as crianças. É só dar uma volta por shoppings e centros que tenham uma grande concentração de pessoas que facilmente você verá uma criança intercalando momentos em que está deslizando ou correndo com seu tênis. Isso só é possível porque este tênis contêm roldanas nos calcanhares e permite que a criança deslize, como se estivesse de patins, apenas inclinando os pés.

O problema deste calçado é que ele pode causar lesões graves às crianças por causa da postura que ela adota quando está deslizando. De acordo com a fisioterapeuta Fabiana Rachel Romagnoli, o peso do corpo fica mal distribuído quando a criança está usando este tênis, o que provoca estas lesões. “A escolha do calçado correto é muito importante, pois a maneira que o peso corporal é distribuído nos pés influencia diretamente na postura. No caso dos tênis com rodinha, o peso corporal se desloca somente para a parte de trás dos pés, sobrecarregando as articulações, como os calcanhares, joelhos, que durante a marcha são forçados incorretamente, provocando lesões, encurtamentos musculares”, explica.

Ainda segundo a fisioterapeuta, o problema deste calçado é quando ele é utilizado pela criança em seu dia a dia. “O uso do tênis em alguns momentos de brincadeiras não tem problema, só não podemos fazer deles um calçado diário. E como o uso abusivo de salto alto para mulheres, que prejudica quando é feito em longos períodos. Porém, para as crianças, os riscos são ainda maiores, por estarem em fase de crescimento”, salienta.

Nos sites das empresas que comercializam este tipo de tênis, a recomendação é que as crianças o utilizem como forma de lazer e, assim como um patins, não deixem de usar equipamentos de segurança, como capacete, protetores para joelho e cotovelos.

Como a criança desliza, é fácil perder o equilíbrio e sofrer quedas, que pode causar pequenas escoriações ou até traumas mais graves. A Sociedade Brasileira de Pediatria orienta que este calçado seja usado por pouco tempo por dia e ainda quando as crianças estiverem sob supervisão dos pais ou responsáveis.

Leia também: Mais uma vez: Justiça proíbe venda de andadores em todo o país