Governo vence na CCJ; mas plenário ainda pode reverter

Redação Diário | Diário Botucatu

Na votação finalizada ontem à tarde foram 40 votos contrários e 25 votos a favor da autorização para que o presidente Michel Temer seja processado por corrupção. Os partidos aliados de Temer substituíram ao todo 26, dos 66 membros da CCJ, para garantir o resultado favorável.  Agora o relatório vai para o plenário, onde os 513 deputados vão decidir se aprovam ou não a decisão da CCJ.

Entre os deputados federais paulistas que fazem parte da CCJ, votaram contra a continuidade do processo os deputados Antonio Bulhões (PRB), Beto Mansur (PRB), Evandro Gussi (PV), Fausto Pinato (PP), Milton Monti (PR), Nelson Marquezelli (PTB) e Paulo Maluf (PP). Os deputados de SP que votaram a favor da autorização para que Temer seja processado foram: José Mentor (PT), Paulo Teixeira (PT), Renata Abreu (PODEMOS), Silvio Torres (PSDB), e Valmir Prascidelli (PT).

Veja também: