Atuando até mesmo na crise gerada pelo fechamento de agências do Banco do Brasil

Junot tem como missão manter relacionamento entre Prefeitura e instituições

Junot de Lara Carvalho: “Aceitei o convite para assumir a nova secretaria de Relações Institucionais como um verdadeiro desafio e entendo que posso ajudar”Sidney Trovão
Junot de Lara Carvalho: “Aceitei o convite para assumir a nova secretaria de Relações Institucionais como um verdadeiro desafio e entendo que posso ajudar”

Convidado para compor a equipe de secretários do prefeito Mário Pardini (PSDB), o advogado, ex-vereador e presidente constituinte Junot de Lara Carvalho assumiu a secretaria de Relações Institucionais.

O secretário lembra que, “pelo atual momento econômico, e também por compromissos assumidos durante a campanha eleitoral, o atual governo reduziu drasticamente o número de secretarias”.

Uma das atribuições de sua pasta é manter relações com as mais variadas instituições, Governo Estadual e suas Secretarias, Governo Federal e seus Ministérios, deputados estaduais e federais, senadores, órgãos estatais e empresas a ele ligadas, “sempre com o intuito de buscar investimentos para Botucatu”. Mesmo sem revelar mais detalhes, afirma que “em curto prazo serão divulgadas já algumas conquistas e a imprensa será chamada para conhecimento e divulgação”.

Junot também comentou sobre o atendimento feito aos sábados para a população e o anúncio do fechamento das agências do Banco do Brasil. Ele declarou que não acredita em oposição sistemática ao governo.

“De forma alguma. O que se vê é que os vereadores eleitos estão convictos de sua função social, independentemente de ideologias partidárias. Oposição haverá, porém não sistemática e sim construtiva. E é justamente isso que espera a atual administração, porque as críticas, sendo construtivas, só tendem a aperfeiçoar a prestação do serviço público, aperfeiçoando inclusive os projetos de lei que serão enviados ao legislativo para apreciação dos senhores vereadores”, acredita o secretário.

 

Confira os demais trechos da entrevista:

A escolha

“O Pardini tem dito, e é verdade, que demorou um pouco para escolher seu secretariado, tanto que você se lembra que toda a imprensa ficou ansiosa para que ele divulgasse de maneira mais célere os nomes. Porém, até por questão de responsabilidade, cada secretário convidado teve seu perfil por ele estudado, justamente para saber em qual secretaria poderia o nome ser melhor aproveitado. Não foi diferente com a escolha do meu nome. Entendeu o Prefeito que eu poderia ajudar a cidade na busca, por exemplo, de investimentos”.

 

A experiência

Gratificante. Advogo na cidade de Botucatu já há 33 anos e nos últimos anos participei de atividades políticas, sendo a última da campanha do Pardini. Sempre acreditei que a política é o caminho de transformações sociais e por isso entendi ser necessário apoiar candidato que no meu entendimento possuía os melhores requisitos pra administrar nossa cidade. Tenho certeza que acertei na minha escolha, e digo isso com propriedade, até porque estou convivendo com o atual prefeito e vejo a responsabilidade com que ele trata o serviço público. Aceitei o convite para assumir a nova secretaria de Relações Institucionais como um verdadeiro desafio e entendo que posso ajudar colaborando na busca de melhores condições de vida para nossa população”.

 

Atendimento aos sábados

“Entendo que a atual administração tem demonstrado um diferencial das anteriores administrações. Esse é um deles. As necessidades da população não se revelam apenas nos dias úteis da semana. Mais do que lógico que durante a semana as pessoas trabalham, não tendo, às vezes, tempo para se dirigir à Prefeitura para reivindicar serviços públicos. Agora poderão fazê-lo aos sábados, quando não apenas o Prefeito estará à disposição, mas também seus Secretários. Aliás, pessoas que exercem cargos de confiança, como é o caso dos secretários, devem estar 24 horas à disposição da população para atendimento. E isso está ocorrendo para benefícios de todos”.

 

Executivo e Legislativo

“Na mais perfeita harmonia. E não poderia ser diferente. Aliás, o estreitamento das relações entre Poder Executivo e Poder Legislativo também é uma das atribuições inerentes à pasta de Relações Institucionais. E isto está ocorrendo, tanto que tive já a oportunidade de acompanhar as primeiras sessões legislativas pessoalmente, interagindo com os vereadores, esclarecendo dúvidas de projetos, estreitando, assim a convivência harmônica entre os poderes”.

 

Banco do Brasil

“Realmente o Banco do Brasil anunciou o fechamento de agências em todo o Brasil, não tendo sido diferente em Botucatu. É uma situação de difícil enfrentamento. Mas o prefeito Pardini nos incumbiu de tratar esse assunto com muito cuidado e presteza, envolvendo, inclusive, todas as secretarias na busca de soluções que afetem menos nossa cidade, especialmente a região norte, onde funcionam as agências alvo de fechamento. Essa luta, embora difícil, será enfrentada com todas nossas forças. Aliás, esse é outro diferencial da atual administração, ou seja, a batalha pode ser perdida, mas nunca sem travar uma luta árdua, utilizando todas as ferramentas colocadas à nossa disposição. E não vai ser diferente no caso do Banco do Brasil!”.

 

Crises institucionais

A administração pública sempre foi alvo de crises institucionais. Outras fatalmente virão. Veja a exemplo o problema enfrentado pela cidade no que toca ao transporte coletivo. É uma situação que deve ser enfrentada, e está sendo com muita responsabilidade, isso porque tem vitimado diretamente a população. Em casos tais, se buscará uma solução de forma absolutamente eficiente, buscando especialmente a conciliação. Porém, se a judicialização for necessária não pouparemos esforços para  solucionar a questão, pois o que sempre se buscará é o alcance do interesse público”.

Veja também: