Parque Tecnológico Botucatu anuncia Espaço Coworking

Local conta com infraestrutura e pode ser compartilhado por diferentes profissionais e empresas a valores acessíveis

Reprodução

A primeira edição da Rodada de Empreendedorismo e Inovação, promovida pelo Parque Tecnológico de Botucatu, terminou no último dia 30 de novembro e com saldo bastante positivo. Não apenas de público, como também dos temas debatidos pelos participantes. Mas uma das grandes novidades anunciadas durante o evento foi mesmo a abertura do Coworking Space do Parque Tecnológico.

Trata-se de um espaço de trabalho que pode ser compartilhado por pessoas diferentes. Seja um profissional liberal, empresa em atividade ou em fase de lançamento. Associações, fundações, bem como qualquer, indivíduo com mais de 18 anos também podem se candidatar à utilização do espaço.

O local tem computadores e acesso à internet ilimitada (fibra ótica), mobiliário de escritório e sistema de ar-condicionado. Os usuários ainda poderão utilizar sala de reuniões para receber clientes e convidados, além de outras áreas de uso comum do prédio administrativo do Parque Tecnológico, que conta com toda infraestrutura básica como água, energia, serviços de limpeza e segurança 24 horas.

O diferencial é a flexibilidade do tempo de uso, que pode ser anual, mensal, semanal ou até mesmo diário. Para se ter ideia, caso a pessoa queira utilizar o Espaço Coworking por quatro horas, em um único dia, ela irá pagar apenas R$ 24,13. Contratos firmados por maior período ou com empresas dispostas a se associarem ao Parque possibilitam condições ainda melhores aos interessados. Por exemplo, contratos por um ano de utilização têm valor mensal de R$ 361,97.

“Acreditamos que Botucatu dá um passo importante com a abertura de um Espaço Coworking no Parque Tecnológico, visto que trata-se de um modelo que é tendência mundial. Principalmente a profissionais autônomos, freelancers, startups ou mesmo pequenas empresas. Entre as principais vantagens estão a economia com possíveis despesas fixas e o networking com profissionais de outras áreas do mercado presentes em um único espaço”, argumenta o diretor-executivo do Parque Tecnológico, Carlos Alberto Costa.

(Com assessoria 4t)

Veja também: