QUINHENTOS ANOS DA REFORMA

Reprodução

Comemoramos, no próximo trinta e um de outubro, quinhentos anos da Reforma Protestante, um acontecimento que marcou para sempre a igreja, a sociedade, a educação, enfim, a história de nações.

A Reforma não teve início com o monge agostiniano Martinho Lutero, mas, vários anos antes, homens, em diferentes nações, pagaram um alto preço por ela. Grupos inteiros, como os anabatistas, foram executados cruelmente e outros tantos como John Wycliffe, John Huss, Jerônimo Savonarola foram queimados vivos ou enforcados por discordarem do sistema vigente.

Nesse dia, Martinho Lutero, ao defender suas noventa e cinco teses, as expôs publicamente no Castelo de Wittenberg, Alemanha. João Calvino, posteriormente, solidificou-a teologicamente.

Os “Solas” (somentes) da Reforma, bandeiras levantadas pelos reformadores, foram os seguintes:

  1. Sola Scriptura – Somente as Escrituras. A Bíblia era conhecida apenas pelos estudiosos da Igreja Romana. O movimento da Reforma disse “não” a esse procedimento e afirmou Sola Scriptura, ou seja, somente cremos e praticamos o que a Bíblia ensina, somente a Bíblia deve ser a nossa regra de fé e prática. Empenharam-se em traduzi-la para que todas as pessoas tivessem acesso a ela e pudessem julgar os ensinos por meio do próprio estudo da Palavra.
  2. Sola Christus – Somente Cristo. Estudando a Bíblia, verificamos que Cristo é o tema principal, tudo converge para Ele, de Gênesis a Apocalipse. Quando a Palavra de Deus é tomada como regra de vida, obrigatoriamente, teremos Cristo no centro de nosso viver. Ao caminhar com os discípulos de Emaús, após ter ressuscitado, Cristo falou sobre o fato de que toda a Escritura testificava dEle mesmo (Lucas 24.25-27).
  3. Sola Gratia – Somente a Graça. A graça é um favor imerecido destinado aos homens. Ninguém consegue alcançá-la através de seus próprios méritos.
  4. Sola Fide – Somente a Fé. Somos considerados justos pelo sacrifício que Cristo realizou em nosso lugar. Somente Ele é perfeitamente justo. A justiça de Cristo é imputada a nós pela fé: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus” (Efésios 2.8).
  5. Soli Deo Gloria – Somente glória a Deus. Tudo resulta na glória de Deus. Toda a glória é devida ao Seu nome. Deus revelou-se através das Escrituras; enviou seu Filho para morrer no lugar daqueles que creram e O receberam em seus corações, concedendo, somente por sua graça, a salvação pela fé. Os alcançados por essa graça rendem louvores em espírito e em verdade ao Único que é digno.

Que o dia trinta e um de outubro marque para nós este acontecimento tão singular e os céus se encham com os altos louvores. Que, neste tempo, Deus volte a levantar homens e mulheres corajosos, capazes de defender o que a Bíblia diz.
Que Deus a/o abençoe muito.

 

Entre em contato conosco, teremos prazer em servi-lo.

F.: 3882-4250

Arquivo Diário

 

* Pastora Lígia Minetto é membro do Conselho de Pastores – é também colaboradora do Diário,

no “Espaço Evangélico”.