OS RISCOS DA DECISÃO DO STF

Redação Diário | Diário Botucatu
“A educação, qualquer que seja ela, é sempre uma teoria do conhecimento posta em prática.” Paulo Freire
Redação Diário | Diário Botucatu
“Mesmo que tenham filosofias diferentes, as religiões defendem valores semelhantes para a conduta ética e trazem a mesma mensagem de amor, compaixão
e perdão.” Dalai Lama
Redação Diário | Diário Botucatu
“As leis são um freio para os crimes públicos ; a religião para os crimes secretos.” Ruy Barbosa

As comunidades dos bairros passarem a se organizar em “igrejinhas” da mesma forma que os partidos políticos. Pra tentar influenciar e garantir a soberania do ensino religioso “optativo” aprovado na letra da lei, mas que possui inúmeras formas de ser subvertido. Ou será que não temos boas leis brasileiras de combate à corrupção?

Muitas ‘igrejas’ brasileiras estão com um pezinho – pelo menos – dentro desse sistema podre, do qual fazem parte líderes de muitos segmentos da sociedade, que provoca toda essa crise institucional do Brasil de hoje. A maioria de nossas organizações religiosas também tem muito pra explicar para os fiéis que frequentam seus templos lotados, contribuem com suas ofertas, pagam dízimo em dia, em busca da salvação.

Muitos dos nossos bispos, pastores, padres e líderes importantes de religiões menos tradicionais em nossa cultura, também fazem parte do rol de pessoas, entidades e instituições investigadas pela Operação Lava Jato.

A tal “bancada da fé”, com seus mais de 200 representantes no Congresso Nacional pode acabar ganhando ainda mais força. O problema é que não são poucas as igrejas brasileiras que estão trocando favores em troca de benefícios políticos. Transformando seus milhares ou milhões de fiéis, em clientes fiéis dos nossos políticos municipais, estaduais e nacionais.

Essa mistura pouco digna de igreja com política é coisa mais velha que andar pra frente. Já passou da hora dos nossos padres e pastores “abençoarem” candidatos em troca de uma vantagem qualquer. De transformarem seus templos em cenário para “presenças” que não combinam com a palavra de Deus.