Mulher-Maravilha estreia nos cinemas

Com um misto de romance, humor e muitas cenas de ação, a história de Diana Prince chega às telonas

reprodução
Com um forte senso de justiça e uma força sobre-humana, Diana luta em busca da paz contra forças maiores do que imagina

Débora Prado
diarinho@diariodaserra.jor.br

Foram meses de espera desde o longa “Batman vs Superman”, que introduziu Diana Prince nos filmes da DC comics na mais nova leva de sagas de heróis – e vilões – nos cinemas.

Após entrar em cena como uma mulher misteriosa em uma festa realizada pelo vilão Lex Luthor, Diana chamou a atenção de Bruce Wayne – o Batman – não só por sua boa aparência, mas por tê-lo ludibriado e saído de lá portando o que Wayne havia ido vasculhar na ocasião.

Curioso, o homem morcego passou a procurar o paradeiro da moça a fim de descobrir quem ela era, no entanto, tudo o que achou foi uma foto antiga, na qual Diana aparecia com uma roupa bastante peculiar.

Após idas e vindas, ambos se ajudam no confronto final do longa, juntamente com o Superman, no qual Diana revela ser a Mulher-Maravilha. E, após a grande batalha, a qual exigiu o sacrifício de um dos heróis, Diana e Bruce têm um diálogo no final do filme, o qual deixa um claro aviso: a Liga da Justiça é uma realidade não muito distante.

No entanto, para os fãs da DC, a ‘pontinha’ feita pela personagem não fora o suficiente para satisfazê-los. Era preciso conhecer mais sobre a personagem nas telonas do cinema, já que a história contada nos HQ’s já foi lida e relida pelos fãs de carteirinha.

O sucesso da aparição de Diana no filme “Batman vs Superman” foi tanto que, menos de um ano após a introdução da heroína nos cinemas, a Warner Bros já presenteou os fãs com um longa totalmente dedicado a ela.

A Origem de Diana

Na história do filme, Diana é apresentada ainda criança. Também conhecemos sua mãe a Rainha Hipólita e a ilha de Themyscira, onde várias amazonas vivem em paz, após terem a proteção de Zeus. Desde pequenina, a princesa não esconde sua grande vontade de aprender a lutar, como as outras mulheres da ilha, no entanto, sua mãe sempre a censura e evita que a filha aprenda a se defender.

Com a ajuda de Antíope, sua tia, Diana passa a ter aulas de luta e é treinada com muito mais afinco e firmeza do que as outras mulheres. Segredos sobre a verdadeira origem da princesa serão poupados para o seu próprio bem, os quais só serão relevados aos espectadores mais adiante.

Eis então que um acidente aéreo coloca Steve Trevor na vida de Diana e junto dele, a princesa parte para o mundo corrompido pela humanidade, deixando a proteção da ilha dada por Zeus.

Mulher-Maravilha foi bastante aclamado pela crítica. Quem conferiu a pré-estreia não poupou elogios nas redes sociais.

Até mesmo o temido “Rotten Tomatoes” surpreendeu o público com sua crítica positiva sobre o longa. Mulher-Maravilha ganhou sua 80ª revisão na manhã da última quarta-feira (31), faturando uma pontuação de 96%, ou seja, 77 dos 80 críticos do site deram ao filme uma avaliação positiva.

Quem espera dar boas risadas, encontrar personagens carismáticos, uma trama que mexe com a história mundial, com uma pitada de romance e muita, mas muita ação, estará bem servido com Mulher-Maravilha.

Com uma trilha sonora de tirar o fôlego, o filme se encerra com a belíssima “Unstoppable”, interpretada pela cantora australiana Sia.

Foi preciso chegar 2017 para vermos Diana Prince em ação mais uma vez e sabermos sobre sua origem. Depois de conferir o filme, fica a certeza de que a espera valeu a pena. E que venha agora a “Liga da Justiça”, em novembro.

Veja também: