JONAS ALVES DE ARAÚJO: O NOME DE BATISMO DA ESCOLA ONDE LER VIROU PRAZER.

UM PROFESSOR QUE DEIXOU SAUDADE. UMA INSPIRAÇÃO PARA PROFESSORES QUE ACREDITAM NA EDUCAÇÃO E NO ESPORTE COMO FORMA DE CONSTRUIR CIDADANIA.

Redação Diário | Diário Botucatu
Ao fundo, o belo prédio da escola pública do Bairro dos Comerciários. No primeiro plano, a comprometida fanfarra ensaiando na rua e mostrando a batida firme com que um bairro pode abraçar e ser responsável pela escola que possui.
Redação Diário | Diário Botucatu
Professor Jonas, um educador-esportista: seu nome é uma lembrança de todas as horas na maior escola pública municipal de Botucatu (SP).

Jonas Alves de Araújo nasceu na cidade de Buri-SP, no dia 24 de fevereiro de 1927. Formou-se professor de Educação Física, licenciado pela Escola Superior de Educação Física de São Carlos, em 1950.

Começou sua carreira profissional no Instituto de Educação de Assis, no ano de 1951. Em 1952, veio para Botucatu como professor interino da Escola Industrial, onde se efetivou por concurso público, onde permaneceu por 32 anos até aposentar-se.

Foi delegado Regional de Esportes em Botucatu, além de ter exercido a função de presidente da Comissão Central de Esportes e também foi presidente da Comissão Central de Esportes da Alta Sorocabana. Foi fundador da Associação Botucatuense de Judô .

Entre 1973 a 1976, o professor exerceu o mandato de vereador na cidade de Botucatu, pela ARENA, Aliança Renovadora Nacional.

Foi técnico de basquetebol feminino, conquistando o título de campeão dos Jogos da Alta Sorocabana no período de 1959 a 1967. Campeão dos campeões em 1962 (em Pindamonhangaba) e vice-campeão paulista do interior na divisão principal da Federação Paulista de Basquete.

Em 1996, foi presidente da Comissão Organizadora dos Jogos Regionais de Botucatu. Até o ano de 2002, trabalhava com reabilitação cardiovascular na UNESP – Botucatu.

Sempre primou pela dedicação e ética em todos os lugares que passou e cargos que ocupou. O seu nome ficou marcado em Botucatu, não só pelo incentivo que sempre deu ao esporte, mas também pelo respeito que sempre teve de seus alunos.

Faleceu em 18 de setembro de 2002 deixando muitas saudades e admiração entre os amigos que conquistou. Teve sempre o respeito de seus familiares e amigos, pela maneira reta e sóbria com que pautou a sua vida.
Uma ideia simples, que cabe nas nossas boas escolas da vida.

Tenha um bom dia.
Independente se você acha o negócio da escola é cumprir o papel da família ou se acha que o negócio de qualquer família é cumprir seu papel no bairro em que vive..

Veja também: