Bolsonaro e Lula: o confronto que interessa pra quem?!

Redação Diário | Diário Botucatu
Bolsonaro: o candidato que não tem nada a perder e pode sair das eleições de 2018 como líder maior da Direita populista, que há tempos não aparecia com viabilidade

Nos últimos dias começaram a circular pesquisas que fazem questão de mostrar – e na estratégia de sua divulgação até forçar – uma certa polarização entre o deputado-coronel Jair Bolsonaro e o ex-sindicalista-presidente Lula da Silva nas sondagens sobre as eleições presidenciais de 2018.

Bolsonaro sabe direitinho como cativar seus milhões de fãs. Nas redes sociais – principalmente nos grupos quentes do ‘zapzap’, qualquer postagem com seu nome no meio arrasta muito engajamento favorável e contrário quase que instantaneamente.

O polêmico deputado federal do Rio de Janeiro já até escolheu a cor que pretende ter nas peças de comunicação de sua campanha: é o verde farda. Pra confundir a plateia ambientalista e atrair a raia mais rasa de eleitores que não passam de distraídos defensores do meio ambiente, está finalizando as negociações para se filiar a um pequeno partido com sigla interessante: o Partido Ecológico Nacional (PEN).

Bolsonaro vem forte. Já dá pra notar nas conversas de botequim.

Lula também vem forte, apesar do silêncio constrangido de seus ardorosos fãs nos botequins da vida, que perdem o argumento, mas não a fé, a crença e o compromisso histórico com as bandeiras que o petista representa.

Ser mais forte que os dois, nas eleições de 2018, pode fazer com que qualquer das possibilidades da terceira via nesse conflito, tenha que se aliar ao forte, coeso, poderoso e capitalizado grupo de partidos hoje plantados na defesa de Michel Temer.

O Brasil precisa de um milagre. Urgente. Nem que seja em forma de furacão.

Tenha um bom dia.
Independente da cor política que representa a sua fé.