Apaixonados devem movimentar comércio às vésperas do Dia dos Namorados

Expectativa do FecomercioSP é que R$ 48 bilhões sejam injetados na economia nacional com a venda de presentes. Em Botucatu lojistas terão horário especial para aumentar as vendas

Redação Diário | Diário Botucatu

Cinthia

A próxima segunda-feira (12) será dia de emocionar o amado ou a amada e dar aquele belo presente para celebrar o Dia dos Namorados. Pelo menos é isso que espera as entidades do comércio de todo o país que já esperam aumento nas vendas por causa da data.

A expectativa da FecomercioSP é otimista. Para a entidade serão injetados R$ 48 bilhões na economia nacional com a compra de presentes, jantares, idas à cinema e até motéis.

Em Botucatu o comércio, como todos os anos, terá um horário especial para atender os namorados. Nesta sexta as lojas abrirão das 9 às 22 horas. E quem perder de comprar neste dia ainda pode ir as lojas no sábado (das 9 às 17 horas) ou ainda na segunda-feira (12) mesmo, mas aí só das 9 às 18 horas.

Para a presidente do Sincomercio de Botucatu, Fátima Baldini, as vendas devem ser impulsionadas ainda mais pelo saque das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). O saque da penúltima cota foi adiantada para começar neste sábado.

“O montante do FGTS é alto. Tem muito dinheiro na praça. As pessoas querem pagar dívidas e consumir! Este dinheiro traz de volta o sonho de consumir no comércio. Esta somatória de semana de pagamento, dinheiro do FGTS, data romântica e frio chegando faz aquecer as vendas”, afirmou Fátima.

 

Os namorados estão mais generosos do filhos com as mães

“O Dia das Mães é o segundo Natal para o comércio”. Por anos esta frase foi mencionada por lojistas, entidades ligadas ao comércio e até economistas como referência ao impacto das vendas das duas datas no comércio em geral. Porém, esta “verdade” começou a mudar.

Uma pesquisa feita pela empresa de pagamentos eletrônicos, Wordpay, mostrou que na internet os namorados são mais generosos do que os filhos com as mães.

A pesquisa analisou o comportamento de compra dos consumidores na internet nestas duas datas. No ano passado, os brasileiros gastaram na semana anterior a 12 de junho 20% mais do que desembolsaram na semana anterior ao Dia das Mães. Para a empresa, essa tendência deve se manter em 2017.

Nas lojas físicas, as mães ainda recebem os presentes mais caros, mas os lojistas já começam a observar um equilíbrio de valores e a mudança de comportamento dos consumidores.

Fatima Baldini concorda com a pesquisa e já nota mudança nos consumidores em Botucatu. “É verdade, é um valor maior agregado para o presente do Dia dos Namorados. Isto deixa os lojistas mais empolgados. O comércio precisa deste incentivo e todos nós queremos acreditar que o pior já está passando. Esta data superou, nos últimos anos, o valor do Dia das Mães. O comércio investe e tem esperança na recuperação”, completou Fátima.

 

Presentes com cara de lembrancinha

Uma pesquisa mensal feita pela FecomercioSP mostra que os preços dos produtos e serviços aumentaram nos últimos doze meses e consequentemente o preço de alguns presentes também.

Segundo a entidade, os itens que ficaram mais caro foram: tênis (18,43%); sandália (7,82%); sapato masculino (7,56%); sapato feminino (5,92%); e lingerie (4,82%); artigos de maquiagem (8,28%) e os perfumes (7,77%).

Do outro lado da balança, com redução de preço, estão: bijuterias (-11,08%); agasalho feminino (-11,22%); vestido (-8,26%); bolsa (-4,81%); blusa feminina (-3,30%); e agasalho masculino (-2,47%).

 

*Sugestão de arte legalzinha – minha sugestão é colocar em uma coluna uma fotinho de cada item e a porcentagem… Só para ilustrar…

 

Top 5 – os presentes preferidos dos namorados:

 

1º: Roupas – 30%

 

2º: Perfumes, cosméticos e maquiagem – 18%

 

3º: Calçados 11%

 

4º: Acessórios como cinto, óculos e bolsas – 9%

 

5º: Flores – 7%