Botucatuense vai representar a cidade no Mundial de Kung fu na China

Redação Diário | Diário Botucatu

Competindo profissionalmente desde 2012, este ano o botucatuense Fabrício Osaku, de 36 anos, foi mais longe: irá representar a cidade – e o Brasil – no 7º Campeonato Mundial de Kung Fu. O evento, que irá ocorrer entre os dias 7 e 11 de novembro, na cidade de Emei-Shan, na China, é o mais importante do mundo para a categoria.

Fabrício é professor e proprietário da Academia Shaolin Botucatu, ministrando aulas de kung fu desde 2009. Ainda que colecione medalhas em competições regionais, nacionais e latino-americanas, esta é a primeira vez que irá participar do mundial. “O sentimento de poder representar o país e conhecer onde nasceu o kung fu é o que mais me anima. Vejo a chance de ganhar experiência, trazer novos conhecimentos e, no futuro, levar mais atletas da cidade para o mundial”, fala o professor.

Entre suas conquistas mais recentes está uma medalha de bronze na categoria Shaolin no Campeonato Sul Americano na Argentina, de 2016. Além disso, é Bicampeão Brasileiro de Kung fu (2013-2014) e Tricampeão Paulista de Kung fu (2013, 2014 e 2017). Só nestes dois campeonatos, já soma 12 medalhas, entre ouro, prata e bronze, sem contar outros resultados positivos em seletivas e campeonatos menores.  (Com Assessoria)

Veja também: