Câmpus de Rubião Jr terá Usina de Incineração

AG concluiu licitação no dia 20 de junho; unidade fica próxima a FMVZ.

Redação Diário | Diário Botucatu

A Administração Geral (AG) do Câmpus de Rubião Jr concluiu no dia 20 de junho uma licitação cujo objeto foi a concessão de uso de uma Usina de Incineração. O equipamento atenderá as cinco unidades universitárias da Unesp: Faculdade de Medicina (FMB), Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ), Instituto de Biociências (IB) e AG.

A Usina de Incineração promoverá o tratamento do lixo (materiais sólidos considerados sem utilidade, supérfluos ou perigosos, gerados pela atividade humana, e que devem ser descartados ou eliminados). “É uma licitação inédita na Unesp por dois motivos: primeiro, por se tratar de uma concessão de longo prazo (cinco anos); segundo, porque é a única usina da Universidade. Com alta tecnologia, ela atenderá todos os requisitos da legislação ambiental”, explica Juliano Contin Ventrella, da Diretoria Técnica Administrativa da AG.

“A Usina de Incineração deve entrar em funcionamento no prazo de oito meses. Neste período serão realizados serviços de engenharia mecânica e civil e um conjunto de ações visando à obtenção do licenciamento do empreendimento junto a órgãos ambientais, no caso de São Paulo, a CETESB”, complementa Juliano.

A empresa vencedora do processo licitatório foi a Silcon Ambiental Ltda., de São Paulo. O contrato será assinado no dia 6 de julho. A partir desta data, todos os resíduos que necessitam de incineração serão de responsabilidade da concessionária.

Incineração

Parte da coleta dos resíduos, neste momento, ficará sob a responsabilidade da AG. Outra parcela ficará por conta da FMVZ. A Usina poderá incinerar resíduos de classe A e E, segundo classificação RDC nº 306/04 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A Usina de Incineração está em uma área próxima a FMVZ, em Rubião Júnior. O acesso principal será pela rua Raimundo Putti.

Veja também: