Natal faz com que pessoas tenham atitudes mais solidárias

Psicólogo explica que encerramento de um ciclo e crença cristã são os principais responsáveis pela alteração comportamental

Com a proximidade do Natal, uma série de campanhas e ações sociais estão sendo realizadas na cidade com o intuito de proporcionar um final de ano melhor, especialmente para pessoas carentes. Isso comprova que a data natalina faz com que as pessoas tenham mais atitudes solidárias. O psicólogo, Lucas Faria Gonçalves, explica os motivos responsáveis pela mudança de comportamento.

Ele conta que a alteração pode estar ligada às reflexões que são estimuladas pelo final de um ciclo, que são responsáveis pelo despertar do desejo de mudança, mesmo que passageiro.

: “Os seres humanos costumam se apegar muito aos ciclos”, comenta o psicólogo, Lucas Faria GonçalvesArquivo Pessoal
: “Os seres humanos costumam se apegar muito aos ciclos”, comenta o psicólogo, Lucas Faria Gonçalves

“O Natal ocorre exatamente uma semana antes da virada do ano. E os seres humanos costumam se apegar muito aos ciclos. Provavelmente muitas pessoas devem estar falando hoje ‘O ano de 2016 não foi bom, mas o de 2017 vai ser melhor!’.E esse tipo de afirmação promove a reflexão, na qual pensamos sobre o que fizemos e o que gostaríamos que fosse diferente no próximo ano. Geralmente essa reflexão não nos deixa contentes porque a maioria de nós percebe que gastou muito tempo trabalhando e passou pouco tempo fazendo o que realmente gostaria, além de termos construído muito pouco no ano que se passou. Então nós buscamos fazer coisas para mudar, para nos sentirmos melhores”.

O psicólogo afirma ainda que a mudança comportamental também está atrelada à crença religiosa de cada indivíduo. “Vivemos em um país predominantemente cristão, no qual a data de Natal é uma das mais, se não a mais, importantes do calendário. O dia 25 de dezembro, portanto, é um marco para que muitos cristãos vivam os valores pregados pela religião, de partilhar e fazer o bem ao próximo. E é também por isso que muitas iniciativas, como a doação de brinquedos e comida, são criadas nesta época”.

Confira algumas histórias que o Diário já contou sobre solidariedade natalina:

Veja também: