É doando o que não usa que a gente melhora a cidade

Redação Diário | Diário Botucatu

O Fundo Social de Solidariedade de Botucatu inaugurou nesta ultima segunda-feira, 18, a Casa Solidária. O projeto, que promove a interação entre quem doa e quem precisa de objetos de utilidade pessoal e doméstica, é pioneiro e funcionou de forma experimental por uma semana. A Casa é um espaço onde as pessoas podem levar doações ou fazer a retirada de itens, conforme a necessidade.
“Fiquei muito feliz com esta primeira semana de funcionamento da Casa Solidária, e comprovamos que ele deveria continuar. As pessoas participaram tanto doando, quanto retirando materiais e isso nos mostrou que a Casa é um projeto que dá certo”, afirmou a Presidente do Fundo Social, Aparecida Pardini, a Dona Pida.
Poderão ser doados móveis, materiais de construção, utensílios domésticos, eletrodomésticos, roupas, calçados, colchões e outras peças. Para doar, basta levar os objetos à Casa Solidária e preencher um cadastro simples com telefone e endereço. Para a retirada dos objetos pequenos e roupas, é preciso preencher um cadastro completo, com nome dos integrantes da família. Para os maiores, como camas, colchões e eletrodomésticos será necessário o preenchimento de um segundo cadastro, que passará pela avaliação da equipe de Assistência Social do Município. Cada pessoa poderá retirar até três peças.
A Casa estará aberta de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas. Vale lembrar que o Fundo Social não fará a entrega dos materiais.

Redação Diário | Diário Botucatu
UM DOA O PRATO, OUTRO DIA A COMIDA. É assim que a gente combate a miséria e a fome imediata de quem precisa. É um exercício de cidadania.