CPFL ressalta a importância da atualização dos “postinhos” de energia

Substituir o padrão de entrada antigo pelo novo colabora para maior segurança do cliente e reduz o número de acidentes

Com o passar do tempo é bastante comum que as instalações elétricas residenciais e comerciais fiquem deterioradas, passando a oferecer riscos de acidentes e até mesmo desligamentos no fornecimento de energia. O mesmo ocorre com os padrões de entrada, também conhecidos como “postinhos”. Por isso, a CPFL Paulista orienta sobre a importância da manutenção periódica e a substituição das estruturas antigas pelos modelos novos que, além de garantir maior segurança, obedecem aos padrões determinados pelo órgão regulador.

A principal diferença do modelo novo é que os componentes que antes eram externos, atualmente ficam alocados dentro da estrutura, tanto a caixa que abriga o medidor como os eletrodutos, colaborando para o aumento da segurança e até da vida útil. Outro fator benéfico de um novo “postinho” é possibilita que a leitura e serviços da distribuidora sejam realizados do lado de fora do imóvel. Isto é, o funcionário encarregado da medição, por exemplo, não precisará mais adentrar ao imóvel para realizar seu trabalho.

Justamente por essa facilidade de executar todos os serviços do lado externo do imóvel, o novo padrão contribui para aumentar a segurança do cliente, reduzindo o número de golpes por falsos funcionários.

“Com a instalação de um padrão de entrada novo, o cliente evita acidentes elétricos que podem ocorrer em função de componentes danificados ou deteriorados pela passagem do tempo. A recomendação da CPFL Paulista é que o cliente faça inspeção em toda sua fiação a cada ano e execute uma reforma a cada cinco anos como precaução para aumentar sua segurança e evitar desligamentos causados pela sobrecarga ou por ineficiência de componentes antigos”, enfatiza (Porta-voz – podem ser os gerentes regionais, de acordo com o veículo alvo da divulgação)

Como adquirir um poste padrão
Para adquirir um poste padrão, é importante que o consumidor busque por empresas homologadas pela CPFL Energia. A relação completa de fabricantes homologados e suas revendas, bem como mais informações sobre instalações dos padrões de entrada podem ser encontradas no site www.cpfl.com.br, na seção Normas Técnicas – Padrão de Entrada.

O poste já é comercializado com as especificações corretas para a ligação da energia, estando disponível em versões monofásico, bifásico e trifásico. O mais comum deles, o bifásico, permite a ligação de 127 volts e 220 volts. O passo seguinte pode ser realizado pelo próprio consumidor: cavar o buraco onde a estrutura será instalada. Para isso, é importante que ele se atente à profundidade ideal, que deverá ser de 1,5 metros para um poste padrão de 7,5 metros de altura.

Após a definição do local, o consumidor solicita à empresa a entrega e instalação do poste. A etapa final consiste na ligação da energia elétrica. O consumidor deve se dirigir à agência de atendimento de sua cidade e solicitar o serviço. Porém, caso os técnicos identifiquem que o padrão de entrada não está em conformidade ou há alguma irregularidade em sua instalação, eles não realizam o serviço de ligação.

É válido reforçar que o consumidor deverá informar, no momento do pedido de ligação, a capacidade de corrente do disjuntor bem como a relação de equipamentos elétricos com a respectiva carga, além da atividade desenvolvida na Unidade Consumidora.

O kit padrão de entrada é formado pelo poste, fiação, caixa para abrigar os medidores, disjuntores, Dispositivo Protetor de Surtos (DPS), haste de aterramento e conectores, além de peças menores. Os fabricantes homologados devem, obrigatoriamente, fornecer todos esses componentes montados conforme padrões estabelecidos, que devem ser assim disponibilizados aos consumidores nas revendas.

Caso o cliente tenha a necessidade de reformar seu padrão de entrada ou readequá-lo para receber novas cargas, é necessário que seja solicitado o desligamento da energia para que a manutenção seja realizada de forma segura pelo profissional habilitado. Após o término, a CPFL Paulista faz a religação do padrão de acordo com o horário agendado.

Detalhes importantes ao solicitar a instalação:
• Tenha certeza de que seus dados estão corretos no cadastro feito com a CPFL;

• Confira se seu endereço não está incorreto ou ambíguo. Muitas instalações não são feitas por causa do endereço não localizado ou pela falta de numeração na sua residência;

• Fique atento para que sempre tenha alguém em casa, quando solicitar a instalação. Muitas instalações não ocorrem porque os locais estão sempre fechados e ninguém atende;

• Verifique se o acesso a caixa de medição não está obstruído;

• Tenha o cuidado de já ter o poste e a caixa quando solicitar a instalação. Verifique se a fiação está completa e instalada corretamente;

• Verifique se a caixa de medição não está instalada invertida;

• Verifique se a altura da sua caixa é adequada. Determinados modelos de caixa têm uma altura mínima para instalação

 

(com assessoria)

Veja também: