Área alagada no jardim Santa Eliza preocupa moradores e motoristas

Grandes poças de água já fizeram carros encalharem e perderem suas placas; Pedestres precisam desviar, já que também não existem calçadas

Chuvas tem causado transtornos para motoristas e moradores do Santa ElizaSidney Trovão
Chuvas têm causado transtornos para motoristas e moradores do Santa Eliza

Moradores e outras pessoas que passam pela Avenida Rubens Rubio Rosa, no Jardim Santa Eliza, estão tendo alguns problemas para trafegar pelo local. Desde o início do período de chuvas, a avenida tem sofrido com constantes alagamentos decorrentes da falta de galerias pluviais.

Segundo moradores locais, a via é bastante movimentada, por ser a única que dá acesso ao Distrito de Rubião Júnior. Desta forma, a manutenção constante no local se faz muito necessária. “No sábado (4) foi passada a máquina, mas ao invés de melhorar piorou a situação. Nós achamos que eles [operadores das máquinas] iriam voltar segunda-feira (6), mas não voltaram”, relembra Gracielen Cassiano Carlos, moradora do Jardim Santa Eliza há oito anos.

Como forma de tentar solucionar o problema, ela conta que os vizinhos se organizaram e articularam uma solução momentânea, mas que mesmo assim o problema continua. “O próprio pessoal do bairro abriu uma valeta para a água escorrer, mas quando está chovendo inunda tudo, não tem condições”.

José Aparecido Carlos é outro morador do bairro que vem presenciando incidentes com carros que passam pelas áreas alagadas. “Quem conhece passa na poça tranquilamente, mas quem não conhece tenta passar fora da poça e encalha. Ontem (7) mesmo pararam quatros carros. Foi preciso que o caminhão viesse puxá-los. Muitos veículos também já perderam placas por aqui, uma delas eu até achei”.

Uma alternativa viável seria apenas a adequação da via, o asfalto poderia vir futuramente, afirma João. “Antes de colocarem o asfalto no restante da avenida, nós tínhamos esse mesmo problema em outro trecho, mas daí a Prefeitura jogou pedras e acabou o problema. Tendo isso já nos ajuda muito”.

Em resposta às reclamações dos moradores, o secretário municipal de Infraestrutura, André Peres informou que está faltando apenas a conclusão de uma caixa de captação de água para que as galerias pluvias da avenida possam ser concluídas. Após isso, o próximo passo será a pavimentação asfáltica. Mas essas ações só poderão ser tomadas quando terminar o período de chuvas.

 

Brasilina Liberato conta com a ajuda de vizinhos para conseguir atravessar a avenida sem cair em alguma das grandes poças de águaSidney Trovão
Brasilina Liberato conta com a ajuda de vizinhos para conseguir atravessar a avenida sem cair em alguma das grandes poças de água

Senhora com deficiência visual enfrenta problemas para se locomover na via alagada

E não são apenas os motoristas que têm sofrido com a falta de acessibilidade da Avenida Rubens Rubio Rosa. Brasilina Liberato tem glaucoma e por este motivo tem apenas 10% da visão. Todos os dias ela precisa passar pelo trecho alagado da avenida para conseguir chegar à casa de sua filha e se não fosse a gentileza de vizinhos que a conduzem durante o trajeto, fazendo com que ela desvie das áreas mais comprometidas, a senhora não teria condições de passar.

Veja também: