Crianças são recompensadas por boas ações ao longo do ano

Parceria entre o Subway e projetos da cidade proporcionou uma tarde diferente para 40 crianças

subway-criancas-de-projetos-28Sidney Trovão

Cerca de 40 crianças do projeto Mais Educação e Bethel tiveram uma tarde diferente e muito gostosa. O Subway de Botucatu abriu as portas da sua franquia para receber as crianças com direito a lanche e refrigerante. Mas, embora as crianças sejam de projetos diferentes, elas tinham algo em comum: a prática das artes marciais.

Os alunos praticam jiu-jitsu no contraturno escolar e o objetivo é proporcionar uma vivência social entre os participantes, oferecer um local adequado para o desenvolvimento de suas habilidades e dificultar o acesso às drogas.

“O programa Mais Educação é realizado em parceria com o governo Federal, com o apoio da Diretoria de Ensino de Botucatu. As artes marciais foram incluídas como direcionamento de cidadania para os jovens no contraturno das aulas, para que essas crianças não fiquem na rua”, afirma Antonio. Além de jiu-jitsu, as crianças e jovens participam também de outras atividades culturais.

O Projeto Bethel atende 101 crianças e também oferece atividades culturais, esportes, alfabetização de adultos, entre outras. “Nós atendemos pessoas de zero a 86 anos, temos uma senhora que está aprendendo a ler e a escrever com a gente. Procuramos trazer as famílias também para as atividades, pois elas são parte fundamental para o nosso trabalho dar resultado”, conta Silvina Lara.

A ação é vista como uma recompensa para os alunos que se dedicaram ao longo do ano. “Essa é uma forma de mostrarmos para essas crianças que quando fazemos as coisas certas, corretas, coisas boas acontecem na nossa vida também. Muitas dessas crianças talvez nunca teriam chance de vir a um lugar como esse, mas por conta do trabalho sério e da dedicação, hoje elas estão aqui”, afirma Antonio.

Essa não é a primeira vez que o Subway realiza ações assim. Todos os anos eles buscam entidades que realizam um trabalho importante e sério na cidade para oferecer uma tarde diferenciada. “Nesse ano através da academia de jiu-jitsu fiquei sabendo do projeto, conheci o trabalho que eles realizam com as crianças e por isso convidamos a todos”, conta Túlio Maciel, gerente da unidade.

A festa foi tão grande que até mesmo o franqueado Paulo Marques Luiz veio para conferir a atividade. “Eu não sou de Botucatu, mas como estou aqui toda semana a gente busca se inteirar dos programas e projetos da cidade, que procuramos ajudar na medida do possível. Ações como essa são uma forma de reconhecer o bom trabalho que eles realizaram ao longo do ano, e uma forma de mostrar para outras empresas que é possível ajudar as instituições que são sérias e realizam um bom trabalho”, ressalta Paulo Luiz.

Veja também: