Projeto “Descubra Botucatu” já terá início neste domingo (23)

Programa com seis roteiros diferentes por várias atrações turísticas da cidade foi apresentado à imprensa na manhã desta terça (18)

Thiago Donini explica detalhes do projeto "Descubra Botucatu" que inicia no domingo (23)Sidney Trovão
Thiago Donini explica detalhes do projeto “Descubra Botucatu” que inicia no domingo (23)

A partir de domingo (23) Botucatu dá mais um passo para se tornar referência turística. A secretaria municipal de Esporte, Turismo e Lazer, junto com o Conselho Municipal de Turismo (COMUTUR) lançou nesta terça-feira (18) o programa “Descubra Botucatu”.

O projeto consiste em seis rotas turísticas diferentes que contemplará diversas modalidades do turismo: cultural, aventura, rural. Segundo Thiago Donini, presidente do COMUTUR essa é uma versão piloto de um projeto que deve se consolidar no município. “Nós programamos seis roteiros, com saídas e retornos  da Estação Ferroviária. A gente procurou usar atrativos que tinham infraestrutura para receber os turistas e diversificando as modalidades de turismo”, afirma.

Para a realização do projeto, a secretaria e o conselho de Turismo irão custear nesse primeiro momento os gastos com o fretamento do ônibus, que será utilizado para o deslocamento, além do pagamento dos guias turísticos. “Cada viagem tem um custo médio de  R$ 450, nesse primeiro momento ele será pago pela secretaria e pelo Fundo Municipal de Turismo, para 2017 ainda não sabemos como isso será feito, pois um novo governo vai assumir a administração, mas acreditamos muito no projeto e acredito que se for determinado a cobrança simbólica, para arcar com esses custos, ainda assim teremos muito sucesso com esse projeto”, destaca Donini.

Nesse primeiro momento, os roteiros serão realizados em cinco domingos e um sábado, a partir do dia 23 de outubro. A saída prevista é para às 8h30 e o retorno às 12h30. “Os ingressos deverão ser retirados na bilheteria aqui da estação. A ideia é fazer com que as pessoas venham até a estação, conheçam esse espaço revitalizado e ocupem da melhor forma possível”, salienta o presidente do COMUTUR.

Em cada roteiro serão disponibilizados 46 lugares, que é  a capacidade do ônibus. Os bilhetes estarão disponível para retirada sempre as quintas e sextas-feiras, no seguinte horário: das 8h às 11h30; 12h30 às 17h). “O bilhete deve retirado aqui na estação sempre na semana do passeio, cada roteiro será realizado em um dia, portanto as pessoas devem se atentar as datas. O limite de ingressos que pode ser retirado é de até quatro por pessoa”, explica Thiago Donini.

Confira os roteiros
  • Fazenda Lageado : visita ao Museu do Café e Cevap;
  • Rampa de voo livre na Base da Nuvem;
  • Bairro Demétria;
  • Centro histórico e Morro de Rubião Júnior;
  • Cachoeira Véu de Noiva;
  • Estância Jacutinga.

Estação está sendo muito visitada

Professor Pereira conta que a Estação está sendo muito visitada após a revitallizaçãoSidney Trovão
Professor Pereira conta que a Estação está sendo muito visitada após a revitallização

O secretário de Esportes, Lazer e Turismo, Antonio Carlos Pereira, aproveitou o bate-papo com a imprensa para ressaltar a importância da Estação Ferroviária para a cidade. Segundo ele, a média de visitas durante a semana, vem sendo de 100 pessoas por dia; chegando a 350 aos finais de semana.

“Estamos trabalhando para esse espaço ser aproveitado da melhor forma possível. A sala da família ferroviária deve contar com novas maquetes em breve. Todos os dias os ferroviários aposentados vêm até a Estação, isso nos proporciona grande alegria”, conta.

O Bar da Estação já está com o processo de licitação encaminhado pela Copel (Comissão Permanente de Licitação). “Acreditamos que até o Natal o bar já deva estar funcionando, no processo de licitação colocamos alguns pré-requisitos para que esse seja um espaço que nos lembre a época da ferrovia, e não seja transformado em boteco”, afirma o secretário.

O aluguel que será pago pelo espaço do bar, cerca de R$ 1750,00, será revertido ao Fundo Municipal de Turismo e posteriormente reinvestido em prol da própria estação. “Tudo o que a estação arrecadar dessa licitação, deverá ser revertido em prol da própria estação”, ressalta.

No livro de registro da Estação Ferroviária de Botucatu é possível ver que não só os botucatuenses estão visitando o espaço, mas também pessoas da região e até de outros países, como Canadá.

Veja também: