PDV da Embraer tem cinco adesões em Botucatu

Sindicato afirma que não esperava adesões nessa segunda etapa

Na unidade de Botucatu, cinco funcionários aderiram ao PDVSidney Trovão
Na unidade de Botucatu, cinco funcionários aderiram ao PDV

Na última terça-feira (11) foi encerrado o prazo para adesão ao segundo Plano de Demissão Voluntária proposto pela Embraer em todas as unidades do Brasil.

A partir desta sexta-feira (14) a empresa começa a realizar a análise dos pedidos, para que no dia 17 (segunda-feira) inicie os desligamentos. Ao todo 180 funcionários aderiram a segunda fase do PDV, sendo que na unidade de Botucatu cinco pessoas aderiram ao plano.

Saiba mais sobre o PDV da Embraer

“Nós achamos que não teríamos nenhuma adesão, esse número (5) foi alto pelo o que a gente estava esperando”, afirma José Carlos Lourenção, tesoureiro do Sindicato dos Metalúrgicos de Botucatu e Região.

O sindicato também trabalha a questão da data base dos trabalhadores da Embraer, que segue sem negociação até o momento. “Teremos uma reunião na Ciesp em São Paulo, na segunda-feira (17), mas nossas perspectivas não são boas”, salienta Lourenção.

Na primeira edição do Plano de Demissão Voluntária, 121 trabalhadores de Botucatu aderiram ao PDV. Os desligamentos começaram na primeira semana de outubro.

Veja também: