Duratex usa drone para monitoramento de plantações de eucalipto

Tecnologia auxilia na identificação mais rápida e efetiva de problemas encontrados nas florestas

Divulgação

Sempre em busca de novas tecnologias que aprimorem seus negócios, a Duratex anuncia a utilização de drones para o monitoramento de suas florestas de Eucalipto e Pinus. A tecnologia já está presente em todas as unidades florestais da empresa, localizadas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

O equipamento tem apenas 35 centímetros e pouco mais de 1,2 quilo. É um dos mais completos do mercado, capaz de voar uma distância de até 2.000 metros a uma velocidade de mais de 50 km/h, gerando imagens em tempo real e tirando fotos em alta resolução.

“O drone nos auxilia na avaliação da qualidade das florestas de eucalipto, assim como na análise das condições do solo. Seu uso permite resolver, de modo mais rápido e efetivo, problemas encontrados nos plantios”, diz Mário Piazon Neto, engenheiro da área de Qualidade Florestal da Duratex. O controle do drone assemelha-se ao de um videogame e, por meio de um tablet, o engenheiro pode analisar as imagens captadas durante o voo automaticamente.

A área florestal da Duratex tem 272 mil hectares, com florestas cultivadas e áreas de conservação. Do volume de madeira gerado, são produzidos painéis de madeira, chapas e pisos laminados.

Há mais de 20 anos, o processo de manejo florestal da empresa é certificado pelo FSC (Forest Stewardship Council®) e todas as suas unidades fabris possuem o certificado de cadeia de custódia FSC®, garantindo que os produtos são fabricados com madeira proveniente de florestas manejadas de forma ambientalmente adequada e socialmente benéfica. A Duratex foi a 1ª empresa da América do Sul e 10º no mundo a conquistar a certificação.

(Com assessoria)

Veja também: