Concurso TJ SP Escrevente em Botucatu e região. Salário de R$ 6.193,73!

Reprodução

O Tribunal de Justiça de São Paulo divulgou no Diário Oficial do Estado desta terça-feira, 19 de dezembro, o edital de concurso público (Concurso TJ SP Escrevente) para o interior do Estado com 235 vagas para preenchimento imediato. Haverá ainda, formação de cadastro reserva para contratação conforme necessidade.

As oportunidades do concurso são destinadas as comarcas da Circunscrições Judiciárias que compões as 2ª, 3º, 5ª, 6ª, 7ª, 8º, 9ª e 10ª Regiões Administrativas Judiciárias. AFundação Vunesp tem a responsabilidade do concurso TJ/SP.

O último concurso do órgão teve validade expirada no dia 7 de dezembro de 2017. O presidente do órgão, desembargador Paulo Dimas Bellis Mascaretti, confirmou a abertura de novos concursos. “À medida que os concursos forem esgotando a possibilidade de recrutamento, nós vamos fazer novos concursos para trazer novos servidores”, garantiu. No concurso da capital, por exemplo, a validade venceria em maio, no entanto seu edital foi publicado em março, devido ao déficit para as regiões, o que se repete para o certame do interior.

Inscrição Concurso TJ SP 2017/2018 – Escrevente

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 09 de janeiro e 16 horas do dia 14 de fevereiro de 2018, no site oficial da Fundação Vunesp (vunesp.com.br). A taxa de inscrição custará R$68,00.

Salários e Requisitos do Concurso TJ SP 2017/2018 – Escrevente

O candidato aprovado que vier a ser nomeado estará sujeito à jornada de trabalho de 40 (quarenta) horas semanais, percebendo os vencimentos e demais vantagens, num total de R$ 4.706,53, mais auxílios para alimentação (R$990,00), saúde (R$330,00) e transporte (R$167,20), o que totaliza R$6.193,73.

Atribuições do cargo de Escrevente Técnico Judiciário

O cargo de Escrevente Judiciário TJ/SP deverá executar atividades relacionadas à organização dos serviços que envolvam as funções de suporte técnico e administrativo às unidades do Tribunal de Justiça, dar andamento em processos judiciais e administrativos, atender ao público interno e externo, elaborar e conferir documentos, controlar a guarda do material de expediente, atualizar-se quanto à legislação pertinente à área de atuação e normas internas.

Etapas do Concurso TJ SP 2017/2018 – Escrevente

concurso público do Tribunal de Justiça de São Paulo será dividido em duas etapas:

1ª ETAPA – Prova Objetiva com 100 (cem) questões:

A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, terá duração de 5 (cinco) horas e visa avaliar o grau de conhecimento teórico do candidato necessário ao desempenho do cargo. A prova objetiva será composta de questões de múltipla escolha, com 5 (cinco) alternativas cada uma, de acordo com conteúdo programático, que faz parte integrante deste edital. Cada Circunscrição Judiciária, independente da Região Administrativa Judiciária a que pertencer, terá sua própria nota de corte, a qual será divulgada no site da organizadora, quando da convocação para a prova prática; Serão convocados para a 2ª ETAPA (prova prática), APENAS os candidatos habilitados e melhor classificados, nos termos do disposto no Capítulo VIII deste Edital, ficando os demais excluídos do concurso.

2ª ETAPA – Prova Prática (Formatação e Digitação)

A prova prática, de caráter eliminatório, buscará aferir o conhecimento e habilidades do candidato, utilizando o editor de texto em microcomputador do tipo PC, em ambiente gráfico Microsoft Windows; A prova prática será aplicada somente aos candidatos habilitados e melhor classificados na prova objetiva, conforme o edital;

A prova prática será avaliada na escala de 0 a 10 pontos. Será considerado APROVADO o candidato que obtiver nota igual ou superior a 5 pontos na prova prática;

Os candidatos REPROVADOS na prova prática serão excluídos do concurso público; Nenhum candidato poderá retirar-se do local da prova prática sem autorização expressa do responsável pela aplicação; O candidato, ao terminar a prova, deverá entregar ao aplicador todo o seu material de exame; Os documentos exigidos para o candidato no momento da prova são os mesmos indicados no edital.

Prova objetiva do Concurso TJ SP 2017/2018 – Escrevente

As provas objetivas serão aplicadas no dia 25 de março de 2018. Os locais e horários de provas serão divulgados através do edital de convocação, que será disponibilizado no site da organizadora e também aqui no site. Além disso, a Fundação VUNESP encaminhará cartões de convocação aos candidatos pelos Correios e também comunicação pelo endereço eletrônico indicado na ficha de inscrição do candidato.  A duração da prova objetiva será de 05 (cinco) horas.

Somente será admitido à sala de prova o candidato que apresentar documento original que o identifique, como: Carteiras e/ou Cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança Públicas, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar e pelo Ministério das Relações Exteriores; Carteiras Profissionais fornecidas por Órgãos ou Conselhos de Classes, que por Lei Federal valem como documento de identidade, como por exemplo, as do CREA, OAB, CRM, etc; Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como a Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia) na forma da Lei nº. 9.503 de 16.09.1997.

O candidato deverá comparecer ao local designado munido de caneta esferográfica de tinta azul ou preta, lápis preto nº 2 e borracha, pelo menos 30 (trinta) minutos antes do horário previsto para o início das provas.

Do julgamento da prova objetiva

As questões da prova objetiva serão distribuídas em blocos como segue:

BLOCO I : Língua Portuguesa (24 questões).

BLOCO II: Conhecimentos em Direito (Direito Penal, Processual Penal, Processual Civil, Constitucional, Administrativo e Normas da Corregedoria Geral de Justiça (40 questões no total).

BLOCO III: Conhecimentos Gerais (Atualidades, Informática, Raciocínio Lógico e Matemática).

A prova objetiva será avaliada na escala de 0 (zero) a 10 (dez) pontos, sendo os blocos I e II de caráter eliminatório, onde o candidato deverá acertar, no mínimo, 50% das questões de cada bloco, além do caráter classificatório.

O bloco III terá, apenas, caráter classificatório. 3. Será considerado habilitado na prova objetiva o candidato que obtiver nota final igual ou superior a 5 (cinco) pontos no conjunto dos 3 (três) blocos, observado o edital.

O candidato não habilitado será excluído do concurso. Também serão excluídos do concurso os candidatos habilitados e não classificados dentro do número previsto no edital.  Cada Circunscrição Judiciária, independente da Região Administrativa Judiciária a que pertencer, terá sua própria nota de corte, a qual será divulgada no site da organizadora, quando da convocação para a prova prática.

(Com assessoria)