Com um ano de atraso, Parque Municipal é reaberto

Composto por 98 mil m² - o equivalente a cerca de 12 campos de futebol – o Parque é o maior localizado dentro do município

A obra contemplou um lago com fonte e píer; quiosques com bancos; esplanada de shows, gramada e iluminadaSidney Trovão
A obra contemplou um lago com fonte e píer; quiosques com bancos; esplanada de shows, gramada e iluminada

Às 19h desta sexta-feira (30) o Parque Municipal Prefeito Joaquim Amaral Amando de Barros estará novamente aberto à população. Será entregue a revitalização do espaço e também do Centro Receptivo Arquiteto Eugênio Monteferrante Netto, composto por um salão para receber exposições – esta noite já haverá uma, sobre natureza – e por um anfiteatro com capacidade para 50 pessoas, destinado para palestras sobre educação ambiental.

Composto por 98 mil m² – o equivalente a cerca de 12 campos de futebol – o Parque é o maior localizado dentro do município. Inicialmente área verde do Jardim Paraíso, o espaço foi cercado e transformado em parque entre os anos de 1993 e 1994. Em meados de 2008, foi fechado “por uma questão de segurança, porque não tinha vigia, portaria, infraestrutura nenhuma”, como coloca o secretário de Meio Ambiente Perseu Mariani, e as obras de revitalização começaram em julho de 2014.

perseu-mariani-17Bruna Zechel | Diário Botucatu
Perseu Mariani afirma que atraso foi por conta de burocracia

De acordo com o secretário, o prazo inicial de entrega do espaço revitalizado era de um ano, mas que, por problemas burocráticos, houve o adiamento. “Essa obra do Parque é um convênio da secretaria de Esportes, Lazer e Turismo com o Ministério do Turismo, e daí viria R$ 605 mil do Ministério em contrapartida com R$ 150 mil da Prefeitura, mas o Ministério mandou metade da verba, R$ 302 mil”, explica Mariani. “Então o convênio ficou parado um tempo por conta da burocracia, da dúvida se o Ministério iria mandar o restante do dinheiro ou não, daí a Prefeitura teve que intervir, que fazer um aditivo no contrato para ela colocar o dinheiro”, completa o secretário, afirmando que, com isso, o investimento total da Prefeitura ficou em torno de R$ 500 mil – e o restante que cabe ao Ministério ainda não foi pago. “Por isso que atrasou, não foi por falta de vontade nossa, simplesmente uma burocracia de contrato que teve que ser acertado”.

A obra contemplou um lago com fonte e píer; quiosques com bancos; esplanada de shows, gramada e iluminada, com 3 mil m² – que já sediou festivais e, recentemente, a Feira do Verde e festival sertanejo -; bicicletário; calçamento ecológico; parque para crianças; academia ao ar livre e portaria com escritórios e banheiros, sendo um com acessibilidade para deficientes. A trilha “Irmãos Villas Boas” também foi revitalizada e, em breve, mais duas estarão prontas. Ainda de acordo com o secretário Perseu Mariani, mais de 1 mil novas árvores foram plantadas durante os últimos quatro anos.

A partir de sábado (1), o Parque passará a funcionar das 9h às 17h – e ficará aberto de segunda a segunda nesse horário. “Temos intenção de estender um pouco mais, mas inicialmente o horário será esse até por uma questão de funcionários”, afirma Mariani. “Gostaria de convidar todo mundo para vir conhecer”, completa o secretário.