Cadê o calor?  

Passagem de massa de ar frio e seco derrubou as temperaturas e deixou a primavera com cara de inverno

Novembro terminou com cara de julho por causa das baixas temperaturas. O dia foi nublado, gelado e com muito vento. Já dezembro começou com sol só no começo do dia, mas logo ficou nublado de novo e o calor ainda não foi intenso. Parecia mais inverno e não primavera, quase início do verão. O motivo de tanto frio, com temperatura mínima na casa dos 15º, e máximas não passando dos 24º, foi a passagem de uma frente fria na última terça-feira, seguida por uma massa de ar frio e seco que cortou a região sul e parte da sudeste e trouxe a sensação gelada à nossa região na quarta-feira.

A estação mais quente do ano, o verão, deve começar só no dia 21 de dezembro, e, até lá, a expectativa dos meteorologistas do Ipmet – Centro de Meteorologia de Bauru – é que a nova estação chegue com as suas características naturais: calor e chuva. “O verão tem como característica ser uma estação bastante quente e úmida e o que esperamos é que neste ano a estação esteja dentro do normal. Não conseguimos prever se quando o verão começar teremos passagens de frentes frias como a desta semana, até porque só conseguimos saber disso com alguns dias de antecedência. O que podemos afirmar é que essas frentes não são comuns no verão”, explica Thiago Ferreira, meteorologista do IpMet.

Ainda segundo ele, não é possível saber se este verão terá influências do “El Niño” ou “La Niña”, fenômenos meteorológicos que influenciam diretamente o regime de chuvas e as temperaturas. “Esses dois fenômenos não são possíveis de se prever com antecedência. Só podemos saber se estamos sob influência deles quando já estão se manifestando. E outra questão é o El Niño ou a La Niña, se estiveram influenciando, irão afetar a temperatura e o regime de chuvas de todo o mundo, não só da nossa região”, salienta o meteorologista.

Com fenômeno climático ou não, o que se sabe é que com o afastamento da frente fria, o sol volta a aparecer até o final de semana, porém os dias terão mais momentos nublados. As temperaturas também voltam a subir também. Como já é de costume nesta época do ano, com a umidade em alta, a possibilidade de tempestades no final de tarde também é grande. Para o final de semana, o IpMet prevê áreas de instabilidade, que vão aumentar a possibilidade de chuva.

Veja também: