Botucatuenses aproveitam festas de fim de ano para conseguir renda extra

Venda de cosméticos e kits e produtos natalinos são algumas das alternativas encontradas

Com o país em crise e o fim de ano chegando e trazendo contas – e festas – para pagar, munícipes de Botucatu procuram saídas para driblar as adversidades. A bancária Ludimila Garcia, por exemplo, além de exercer sua profissão, vende produtos cosméticos nas horas vagas.

venda-de-produtos-cosmeticosReprodução
Ludmila Garcia utiliza a venda de cosméticos para pagar contas e viajar

Segundo ela, a renda serve para ajudar nas despesas de casa. “No começo, os lucros não eram bons porque eu não sabia trabalha-los, mas quando me dediquei a isso, posso falar com segurança que o lucro é bom. Eu uso o dinheiro extra para investir em mim e na minha família, com viagens e pagamento de contas”, diz.

Ludimila afirma também que a procura por produtos aumenta com datas festivas como o Natal. “Todas querem os kits natalinos. Tenho uma carteira grande de clientes. Esse é o momento que eu reservo meu lucro para despesas como IPVA, IPTU, matrícula e material escolar, por exemplo”, conta.

Ana Claudia conversa com o DiarioSidney Trovão
Gerente de supermercado busca alternativas para alcançar o maior número de pessoas

A bancária garante que trabalhos extras ajudam nas despesas da casa. “É uma ótima ajuda. Mas é preciso tomar cuidado com vendas no fiado e se organizar para separar o custo do lucro”, salienta.

Ana Claudia D’Imperio também vê o natal como uma época boa para investir em novidades. O mercado da qual é dona possui panetones, chocotones e cestas com produtos de fabricação própria. “A gente tem que ser criativo para driblar a crise. Procuramos nos adaptar ao poder financeiro do cliente, à situação do país. Nós fazemos pratos de natal e ano novo, com salada, salpicão e carne assada, para atender o público”, diz.

Os clientes, conta a gerente, adoram as cestas, que custam a partir de 50 reais. “Faço as cestas natalinas todos os anos. As pessoas sempre vêm me perguntar quando estarão prontas. Quando uso as redes sociais para divulgar meus produtos, costuma surtir um efeito muito positivo também. E se os clientes gostam, eles sempre voltam para comprar. Tenho clientes de todas as classes”, conta.

panetone cortados em pedaçosSidney Trovão
Ana Claudia corta pedaços de panetone para vender separados

Outra tática é vender pedaços cortados de panetone. “Pedaços ou panetones pequenos saem bastante como mimos para professores, por exemplo”, afirma. Apostar em produtos nacionais, como frutas, aves e peixes, sai mais em conta para o cliente também. “Fazemos as coisas mais simples para alcançar o maior número de pessoas”, salienta.

Veja também: