Aumento do preço do parquímetro desagrada motoristas de Botucatu

Para estacionar por meia hora, valor passou a ser de R$ 1. Além do custo, preocupação é com segurança

parquimetros-7Sidney Trovão
Mudanças passaram a valer nesta segunda-feira. Aumento foi de cerca de 30%

As tarifas do estacionamento rotativo (parquímetro) nas ruas de Botucatu subiram de valor nesta segunda-feira. Agora, quem quiser parar o carro por meia hora, terá de desembolsar R$ 1 –  a tarifa anterior era R$ 0,75. Para uma hora, o valor passou a ser de R$ 2, a hora e meia, R$ 3, e duas horas, R$ 4. O aumento equivale a cerca de 30%. A cobrança é administrada pela empresa Autoparque do Brasil.

diego-leite-3Sidney Trovão
Diego Leite costuma gastar R$ 6 por dia com estacionamento

O Diário foi às ruas para saber a opinião dos botucatuenses, e a mudança de preço não agradou os motoristas da cidade. Alguns, inclusive, foram pegos de surpresa. Além da questão da segurança, os munícipes acreditam que, dependendo do tempo que tiver de parar, a melhor alternativa é pagar por um estacionamento particular.

O pipoqueiro Diego Leite não sabia do aumento. Ele gasta diariamente cerca de R$ 6 de estacionamento rotativo na região central. “A questão que fica é qual o benefício de pagar para se estacionar em uma via pública? E se alguém bater ou riscar meu carro, quem vai pagar? Já pagamos muitos impostos, agora temos de pagar para estacionar na rua também?”, questiona.

Para Diego, uma opção é criar um tipo de parquímetro que permita o motorista estacionar por algumas horas em uma vaga no mesmo quarteirão. “O ideal seria o motorista anotar a placa do seu veículo e poder ficar por duas horas ali. Depois, por ser rotativo, ele teria de mudar de quarteirão, pois o sistema não aceitaria uma renovação por mais duas horas”, afirma.

daniel-zanluqui-2Sidney Trovão
Daniel Zanluqui acha que pagar estacionamento privado pode ser melhor opção

O operador logístico Daniel Zanluqui também critica a questão da segurança. “Nós não temos a garantia de quem vai arcar se o meu carro for roubado. Acho o valor acima do justo para quem estaciona na rua”, diz. Segundo ele, pagar por um estacionamento privado também pode ser uma boa possibilidade. “A não ser que o que você for fazer seja rápido, compensa. Seu carro fica mais seguro, na sombra”, conta. Daniel afirma que sua esposa costuma gastar mais com estacionamento rotativo. “Ela frequenta mais os bancos da região”, diz.

Karina Aguiar disse que soube do aumento hoje pela manhã. “Eu não utilizo muito o estacionamento rotativo. Mas acho esse valor muito elevado. Tem estacionamento que custa R$ 2,50, então é melhor. Quem trabalha em comércio, por exemplo, compensa pagar mensalmente para um estacionamento particular pelo preço e segurança”, afirma. A administradora de empresas havia comprado o tíquete para meia hora na tarde de segunda. “Hoje vai ser rápido. Mas tudo que eu puder fazer para evitar parar em estacionamento rotativo, eu faço”, conta.

A estagiária Daiane Bueno também acha o preço alto. “Eu não costumo parar na rua. Mas quando venho com a minha mãe, a gente busca ruas para parar que não precisem de estacionamento rotativo”, afirma.

Veja também: