Férias: onde ir com as crianças sem gastar

Diário traz sugestões de passeios e lugares para visitar nas férias, sem gastar muito e o melhor: em Botucatu

O mês de janeiro é, para muitos pais, um desafio. Os filhos estão em casa e haja imaginação para entreter os pequenos por tantos dias. Passeios são muito bem vindos, mas se der para não gastar, melhor ainda!

Pensando nisso, o Diário selecionou alguns lugares em Botucatu onde é possível fazer visitas ou passeios muito divertidos sem precisar gastar. Confira as dicas:

 

Fazenda Lageado é uma das opções de lazer mais procuradas
Fazenda Lageado é uma das opções de lazer mais procuradas

Fazenda Lageado

O Lageado já é um local tradicional para quem gosta de curtir a natureza, praticar esportes e fazer atividades ao ar livre. Nos gramados ao longo da Fazenda, é possível fazer várias brincadeiras em grupo.

Nas avenidas também dá para fazer caminhadas ou andar de bicicleta, mas com cuidado, já que o trânsito de veículos flui sem interdições durante as férias. Uma boa opção também é aproveitar as áreas verdes próxima aos lagos para apreciar a natureza e também fazer piqueniques.

A Fazenda Lageado fica aberta 24 horas e tem acesso gratuito à população. Porém, algumas avenidas e vias são fechadas das 18 às 8 horas, diariamente, e também aos finais de semana e feriados.

 

Cevap tem serpentário e crianças podem conhecer mais sobre animais peçonhentosArquivo Sidney Trovão
Cevap tem serpentário e crianças podem conhecer mais sobre animais peçonhentos

Cevap

Também na Fazenda Lageado fica o Cevap – Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos da Unesp de Botucatu. No local existe um museu serpentário que é aberto à população.

Lá é possível ver mais de 50 espécies de animais peçonhentos, como serpentes, aranhas e escorpiões.

Os visitantes ainda aprendem orientações sobre cada um dos animais e ainda dicas de primeiros socorros, entre outras informações. As visitações são gratuitas e podem ser feitas de segunda à sexta, das 9 às 12, e das 14 às 17 horas, e aos sábados, domingos e feriados, das 9 às 17 horas.

Para chegar, é fácil, basta seguir as plaquinhas indicativas ao longo da fazenda. A rua de acesso fica próxima ao campo de futebol.

 

Museu do Café conta um pouco da nossa históriaArquivo Sidney Trovão
Museu do Café conta um pouco da nossa história

Museu do Café

Outro atrativo da Fazenda Lageado é o Museu do Café. Lá é possível conhecer a história cafeeira da cidade, ver relatos, equipamentos e aprender um pouco sobre o café.

O terreiro ao lado do museu também é um ótimo lugar para fazer um piquenique e praticar mais atividades ao ar livre.

O museu tem entrada gratuita e fica aberto à população de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, e aos sábados, domingos e feriados, das 12 às 18 horas.

 

Fórum das Artes que visita guiada todos os dias da semanaArquivo Sidney Trovão
Fórum das Artes que visita guiada todos os dias da semana

Fórum das Artes

Uma opção cultural para as férias é uma visita ao Fórum das Artes, uma galeria que conta com exposições artísticas. No local existem monitores que acompanham e orientam quem estiver por lá.

As visitas são gratuitas, não precisam ser agendadas e podem ser feitas das 10 às 17h30. O Fórum das Artes fica na Avenida Dom Lúcio, 29 – ao lado da Pinacoteca.

 

 

Véu da Noiva é para quem quer se refrescarArquivo Sidney Trovão
Véu da Noiva é para quem quer se refrescar

Véu de Noiva

Se a família preferir se refrescar nos dias quentes de verão, uma excelente opção é o parque da Cachoeira Véu de Noiva. Uma cachoeira de fácil acesso, com um tobogã para garantir a diversão, além de uma área gramada, excelente para momentos de relaxamento. O parque conta com uma lanchonete, mas a família pode levar sua própria comida e bebida. Também existem alguns quiosques para quem quiser fazer um churrasco em família.

Mas cuidado, como em qualquer área de rio e cachoeira, os pais devem ficar atentos com as crianças e todos devem tomar as precauções para evitar afogamentos.

Para chegar, é simples, o acesso é pela rodovia Gastão Dal Farra e depois por uma estrada de terra com aproximadamente 4Km. Existe área de estacionamento, pois carros não são permitidos nas margens da cachoeira. O parque fica aberto das 7 às 20 horas, diariamente.

 

Orla do rio Bonito foi recentemente inauguradadivulgação
Orla do rio Bonito foi recentemente inaugurada

Rio Bonito

Recentemente, a orla do Rio Bonito foi inaugurada e agora o bairro rural tem decks, ciclovia, academia ao ar livre, entre outros atrativos. Quem optar por passar um dia no local poderá apreciar as belezas do Rio Tietê, que chega a nossa cidade despoluído e com água própria para banho.

O único cuidado é com afogamento, já que trata-se de um rio com grande volume de água. Todos os banhistas devem ficar atentos as placas de prevenção instaladas ao longo da orla.

Para visitar o Rio Bonito o visitante não paga nada. O bairro fica a quase 30km do centro de Botucatu. Basta ir pela Rodovia Alcides Soares para chegar. Existem linhas de transporte coletivo mas apenas aos finais de semana. São dois horários, às 7, e às 15 horas.

 

Praça em frente ao Hospital do Bairro é uma das favoritas das criançasArquivo Sidney Trovão
Praça em frente ao Hospital do Bairro é uma das favoritas das crianças

Praças

O que não falta em Botucatu são praças. A maioria foi revitalizada no último ano e são ótimas opções de passeio para ir com as crianças.

Lá é possível brincar nos parquinhos, praticar atividades físicas nas academias ao ar livre, jogar vôlei ou futebol nas quadras de areias e se divertir à vontade em todas elas.

 

 

 

A Estação revitalizada é opção de lazerArquivo Sidney Trovão
A Estação revitalizada é opção de lazer

Estação Ferroviária

A Estação Ferroviária de Botucatu é uma ótima opção de lazer e cultura. O local passou por restauração e foi inaugurado no ano passado. Este passeio é uma excelente opção para mostrar para as crianças como funcionava o transporte por trens e as viagens há cerca de trinta anos. O melhor desse passeio é que a entrada é gratuita e toda a família pode aproveitar.

Veja também: