Projeto de educação no trânsito atinge 21 mil alunos em seis anos em Botucatu

"Se Essa Rua Fosse Minha" trabalhou os conceitos da educação no trânsito na grade curricular das escolas da cidade

Entrega de diplomas para alunos do colégio Novo AngloDivulgação
Entrega de diplomas para alunos do colégio Novo Anglo

Depois de seis anos de atividades, o projeto “Se Essa Rua Fosse Minha” chega a marca de 21 mil alunos beneficiados. Nesta segunda-feira (5), por exemplo, certificados foram entregues a alunos do colégio Novo Anglo, que ainda participaram de atividade educativa e uma gincana.

A iniciativa, da Semutran (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana) em parceria da Secretaria Municipal de Educação, tem a missão de trabalhar conceitos de educação no trânsito dentro da grade curricular das escolas públicas e particulares de Botucatu, entre crianças de 9 a 11 anos.  O projeto é da editora Fama, com patrocínio da Escola Nacional de Seguros (Funenseg).

Além de kits didáticos [livro, DVD, cartazes e jogos da memória] aos alunos e pais, os professores são capacitados para poder transmitir o conteúdo de maneira bastante divertida e interativa. “Mudaremos a realidade do nosso trânsito quando conseguirmos mudar o comportamento das pessoas. E nada melhor do que fazer isso na raiz, ou seja, através das crianças, nossas agentes transformadoras. Talvez seja um processo lento, mas que um dia surtirá efeito na sociedade”, argumenta o secretário de Mobilidade Urbana, Rodrigo Fumis.

O “Se Essa Rua Fosse Minha” é mais uma ação de iniciativa da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, que em 2011 assinou o pacto mundial para a redução, em 50%, do número de feridos e mortes causadas no trânsito nos próximos dez anos, o qual foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU).

De forma complementar, os alunos de escolas de Botucatu também fazem visitas ao Centro Vivencial de Trânsito, instalado na sede da Semutran. O local é uma reprodução de uma “mini cidade”, com suas ruas e sinalizações, onde as crianças aprendem na prática os direitos e deveres no trânsito. Por mês, mais de 1.600 crianças visitam o espaço.

 

Veja também: