Comemorações brilhantes

Espaço Aberto

Redação Diário | Diário Botucatu

“Quando o tempo volta e surpreende o espírito trabalhando em sol maior…” ( P. Ezel, 2017 )

Ando pensando na nossa percepção do tempo que passa, mas os entendidos afirmam que o tempo não existe. Não sei, não. Para mim, o tempo até volta – pelo menos na minha memória.

Foi o que aconteceu, aqui em Botucatu-SP, quando o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina – UNESP esteve em festa pelos seus 50 anos de atividade ininterrupta. Como sou testemunha desde antes do momento zero deste HC, posso dizer que senti o tempo voltar. Foi muito bom e quero dividir esta sensação com o leitor.

Quem vivenciou o inicio de uma estrutura de ensino universitário quando se tinha apenas o prédio nu construído para ser um futuro hospital no Distrito de Rubião Júnior sabe do que estou recordando. Meus ilustres colegas médicos da turma pioneira que permanecem aqui em Botucatu, Dr. Humberto Migiolaro, Dra. Irene P. Silva Masci, Dr. Joel Spadaro, Dr. Pedro Achilles, Dr. Rinaldo P. Mendes, Dr. Roberto Sogayar, Dr. Wellington Figueira e outros das turmas subsequentes poderão, igualmente, confirmar: toda pujança atual do HC partiu do zero, em 1967.

Se a Faculdade de Medicina de Botucatu ( FCMBB ) existia desde 1963, o seu Hospital de Clínicas foi inaugurado somente quatro anos depois. Hoje, só para dar uma rápida ideia ao leitor, é Centro de Excelência em transplantes renais ( 1° do interior do estado de S. Paulo ), em transplantes hepáticos e transplantes autólogos de medula óssea. Iniciará transplantes cardíacos e pancreáticos proximamente. Este Hospital Universitário ligado à Secretaria de Saúde do Estado de S. Paulo possui Unidade de AVC, UTIs diferenciadas e um excelente Centro de Diagnóstico por Imagem, com tomografia de última geração, medicina nuclear, radiologia, ultrassom e unidade Pet-Scan a ser proximamente inaugurada.

Atende em nível terciário 130 municípios da região e parte dos estados vizinhos, realizando, em 2016, 40 mil sessões de hemodiálise, 600 mil consultas ambulatoriais, 15 mil cirurgias, 2300 partos, 30 mil internações, 60 mil procedimentos oncológicos, dois milhões de exames laboratoriais, 145 mil exames de imagem. Possui Pronto Socorro adulto ( 110 mil atendimentos/ano ) e outro Infantil ( 50 mil/ano ); dois outros hospitais de retaguarda ( H. Geral e o H. de Atenção e Referência em Álcool e Drogas )e 4 Casas de Apoio-FAMESP ( 44 leitos ). Totalizou recentemente um milhão de atendimentos.

Foi com a sensação de estar dentro de um tunel do tempo – como mostra a foto feita pelo genial Igor Medeiros  – é  que, convidado, traduzi em sons ao piano as notas de júbilo a todos os presentes na Sessão Solene que comemorou o cinquentenário do HC, com a presença do primeiro paciente atendido e do primeiro nascido neste Hospital.  Uma significativa festa sonora para o coração dos presentes.

Meu pensamento voou no tempo …  E o coração aguentou!

*Docente aposentado da FMB-UNESP e ex-aluno da 1ª. turma de médicos FMB.

Francisco Habermann*

fhaber@uol.com.br

Veja também: