UM PEQUENO JORNAL QUE RESPEITA A INTELIGÊNCIA DOS SEUS LEITORES.

Redação Diário | Diário Botucatu

Tem sido gratificante – depois de toda a reformulação que nossa equipe implantou para tornar possível e sustentável daqui para frente o projeto deste pequeno jornal diário – ver que os nossos leitores já compreenderam melhor a ideia que estava por trás da reformulação de formato e conteúdo que fez surgir as primeiras 50 edições do DBpocketpress.

Um jornal que, aos 25 anos de idade, resolveu dar mais uma chance a si mesmo, de mostrar que é útil para a nossa comunidade, mostrar que seu valor da boa imprensa não está no tamanho das páginas, mas no conjunto de palavras e imagens que cada uma delas contém.

Que parte do princípio que moramos todos num município, mas vivemos juntos dentro de um país e fazemos parte de um planeta. Que a receita do strognoff de frango do almoço de sábado, tem no seu custo final para qualquer dona de casa brasileira, tudo a ver com as decisões políticas tomadas no dia anterior por um governo qualquer.

A equipe do DBpocketpress dorme todo dia com uma convicção clara: a de que o tamanho (ser pequeno) não impede ninguém de agir com grandeza quando se trata de fazer com responsabilidade aquilo que é a missão primordial de um veículo de comunicação: ajudar a sua comunidade a amadurecer mais rapidamente.

A definição do que é um “jornalzão”, um “jornalzinho” ou um “jornaleco” está diretamente ligada à forma com que ele apresenta, discute e conduz o debate sobre as questões mais elementares e básicas da vida em sociedade.

É isso que a gente faz: com clareza e sem qualquer tipo de preconceito.

Respeitando o que é a diversidade existente em nossa bela comunidade.

E contando pra quem vive em outros lugares, através da internet, aquilo que registramos há 25 anos através do papel: o que a nossa cidade é.

E o que ela pretende ser quando crescer.

Tenha um bom dia.

Independente se você está com a sua assinatura em dia, sustentando um projeto jornalístico que faz alguma diferença na sua vida (quase) todas as manhãs ou – por causa de algum problema na entrega do boleto ou esquecimento – vai ter que abrir mão do que era um dos bons prazeres no início de suas manhãs.