Boas sementes

“Pois o que o homem semear, isso também ceifará” (Gálatas 6, 7).

Redação Diário | Diário Botucatu
por Pastora Lígia Mineto
Colaboradora DB

Falta-nos muito a consciência do poder que há em nossas próprias palavras. Palavras são sementes: “a língua tem poder sobre a vida e a morte; os que gostam de usá-la comerão do seu fruto” (Provérbios 18.21). Temos o costume de falar mal de nós mesmos, de nosso dia, do cônjuge, filhos, serviço, país, nem se comente; enfim, de tudo que se imagina. O apóstolo Thiago escreveu que a língua é um fogo, um mundo de iniquidade que contamina a pessoa por inteiro e incendeia todo o curso de sua vida, sendo ela mesma incendiada pelo inferno. Ainda acrescentou: “com ela bendizemos o Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Da mesma boca procedem benção e maldição. Meus irmãos, não pode ser assim” (Tiago 3. 6, 9-10)!

Pense comigo em uma criança, por exemplo, que ouve repetidamente: menino/a, você não tem jeito mesmo; é igualzinho seu pai; não vai dar nada na vida! A chance que ela tem de reproduzir os erros de seu pai e não se dar bem é grande, pois isso lhe foi inculcado, dia após dia. Por outro lado, uma criança que ouve, continuamente: você é uma benção; Papai do Céu está sempre com você; como é inteligente esse menino/a, vai acreditar nessas palavras, crerá em Deus e em si mesma.

Não temos noção que nós somos culpados por muito que colhemos, pois já predissemos que seria assim! Realmente, isso não pode continuar! O salmista declarou: “De boas palavras transborda o meu coração…” (Salmo 45. 1a).

Jesus contou a parábola do semeador e disse que a Palavra de Deus é a semente (Lucas 8. 11). Precisamos encher nossa mente e coração da boa semente da Palavra de Deus, daquilo que Ele diz e, certamente, colheremos benção, vitória, vida!

Antes de abrirmos nossa boca e traçarmos um julgamento, passemos a buscar o que Deus diz a esse respeito. O que Deus diz acerca de minha vida: sou um derrotado/a; nada dá certo mesmo para mim; não presto para nada; não! Somos criação de Deus, imagem de Deus, não podemos continuar praguejando de nós mesmos e dos outros! Somos canais nas mãos de Deus!

A Palavra também declara: “Plante de manhã a sua semente, e mesmo ao entardecer não deixe as suas mãos ficarem à toa, pois você não sabe o que acontecerá, se esta ou aquela produzirá ou se as duas serão igualmente boas” (Eclesiastes 11. 6). Plante boas palavras, sempre! Pode ser pela manhã, ao entardecer ou anoitecer, não importa. Fale o bem! Seja canal de cura para você e para outros!

Façamos uma breve oração nesse momento: “Pai, me perdoe pelas más palavras que tenho dito. Removo essas palavras de minha vida e da vida de (fale o nome). Declaro a Tua Palavra sobre mim: sou mais do que vencedor em Cristo; tudo posso Naquele que me fortalece; se Deus é por mim, quem será contra mim; declaro bênçãos sobre a vida de (fale o nome)”. Certamente, se não desistir, você colherá o precioso fruto de seus lábios.

Que Deus o/a abençoe.

Entre em contato conosco, teremos prazer em servi-lo/a.

F.: 3882-4250

* É membro do Conselho de Pastores – é também colaboradora do Diário, no “Espaço Evangélico”.

-+

Redação Diário | Diário Botucatu